Inovação do Espírito Santo é destaque no Ranking de Competitividade dos Estados

04/10/2021 15h48 - Atualizado em 27/10/2021 11h49

Nesta edição do Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado anualmente pelo Centro de Liderança Pública (CLP), o pilar de inovação do Espírito Santo foi destaque, pois avançou quatro posições no ranking, conquistando o 9° lugar. De cinco indicadores, houve crescimento em quatro, entre eles, Patentes, Bolsa de Mestrado e Doutorado, Empreendimentos Inovadores e Pesquisa Científica. O Espírito Santo também manteve a classificação de 5° Estado mais competitivo do País.

No indicador Bolsa de Mestrado e Doutorado, o Espírito Santo teve uma evolução de 15 posições no ranking. De acordo com o secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, os dados divulgados pelo CLP mostram o quanto o Governo do Estado vem investindo de maneira robusta em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I).

“A prova disso é que em 2020 o Espírito Santo foi o 3° estado com maiores investimentos em números absolutos em seu fundo de CT&I. Foram cerca de R$ 100 milhões investidos, com R$ 40 milhões em ações diretas de inovação e os demais R$ 60 milhões em bolsas de ensino e projetos de pesquisa, com o programa Nossa Bolsa, nas bolsas de mestrado e doutorado e o Edital Universal”, ressaltou o secretário.

Um dos projetos de relevância que estimulam a criação de empreendimentos inovadores e disseminam a cultura empreendedora no Espírito Santo, por meio de capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios é o Programa Centelha ES, executado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes). Já foram contratados mais de 56 projetos inovadores, com investimentos de R$ 3,3 milhões.

O secretário Tyago Hoffmann complementou: “este avanço no pilar de inovação, registrado nos últimos anos, reflete o compromisso assumido pelos atores do ecossistema capixaba desde a criação da Mobilização Capixaba pela Inovação (MCI), em que o governador Renato Casagrande é o presidente. Trata-se de um pacto pela inovação, em que os setores público e privado e a academia trabalham em estratégias e metas para alavancar um novo ciclo econômico e de prosperidade para a sociedade capixaba”, afirmou.

Entre os investimentos do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (Funcitec) e da Mobilização Capixaba pela Inovação (MCI) estão em evidência o Edital de Spin Offs e projetos inovadores; a Rede Inova Café; o SEEDES – primeiro programa público de aceleração de startups no Espírito Santo; Habitats de Inovação; entre outros.


Posição do ES no pilar de inovação nas edições anteriores:
2019: 24°
2020: 13°
2021: 9°

 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sectides
Ana Luiza Freitas / Carolina Moreira / Gabriela Galvão / Larissa Linhalis
(27) 3636-9707 / 6753 / 1822 / 99949-8105 / 99942-9537 / 98102-0236
comunicacao@sectides.es.gov.br